É comum nos sentirmos mais dispostos e com mais energia no verão  seja para curtir o clima, seja para viajar, seja para encarar uma obra. Porém, quando o assunto é a reforma da casa, existe um argumento indiscutível para fazer o serviço no inverno: os preços estão mais baixos e os atrasos são menores.

No entanto, também não adianta esperar a estação mais fria do ano para começar a reforma se você não tiver feito o planejamento adequado. Independentemente da estação, organizar-se para acompanhar cada etapa do processo faz toda a diferença no resultado final da obra  tanto para o seu bolso quanto para o calendário.

Afinal, todo mundo quer estar com a casa pronta para as festas de fim de ano, não é mesmo? Pensando nisso, preparamos este post explicando os motivos para reformar a casa no inverno, trazendo também algumas dicas de produtividade. Acompanhe a leitura e mãos à obra!

Os materiais de construção estão mais baratos

Todo mundo quer a casa pronta para o Natal. No entanto, você já reparou que é justamente nessa época que as pessoas começam a obra? É contraditório, mas tem uma explicação: esse é um período de férias e de décimo terceiro salário, o que significa mais tempo e dinheiro para investir na obra.

À primeira vista, reformar nessa época pode até parecer vantajoso. Porém, com tanta gente reformando ao mesmo tempo, o preço dos materiais de construção e da mão de obra vai às alturas, pois a lei da oferta e da procura é implacável.

Além disso, se muita gente coloca a mão na massa ao mesmo tempo, é provável que os estoques esgotem-se mais rapidamente nas lojas de reforma e construção. No inverno, por outro lado, isso não acontece.

A variedade de produtos tende a ser maior e o preço, por sua vez, fica mais baixo, já que não haverá tantos consumidores no mercado. O que isso significa? Economia no bolso e agilidade na obra.

As chances de chuva são menores

Com material de qualidade e a preço melhor nas lojas, você não precisará interromper a reforma da casa só porque não encontrou o produto que precisava. As chuvas, que são as maiores responsáveis pelo atraso em obras, também não serão motivos de preocupação.

Afinal, no inverno, a estiagem costuma ser maior. Assim, dá para planejar a obra sem preocupar-se com a imprevisibilidade do tempo. No entanto, não é porque costuma chover menos que você deverá confiar apenas na sorte, hein?

Pesquise sempre a previsão do tempo e esteja ciente do clima da sua cidade: confira o histórico de tempestades ou ventanias e dos meses mais chuvosos. Como o Brasil é um país tropical, as chuvas tendem a ser muito mais intensas no verão.

No entanto, isso pode variar de local para local. No sul do país, por exemplo, também é comum haver invernos chuvosos. Portanto, o melhor a fazer é pesquisar e planejar.

Assim, você consegue aproveitar o tempo firme para priorizar as tarefas que exigem mais estabilidade  como as áreas externas, a pintura das paredes e a cura dos materiais , deixando os serviços mais simples em segundo plano.

Um novo ciclo solar se inicia

Um pouquinho de misticismo não faz mal a ninguém  pelo contrário! Afinal, desde as mais antigas civilizações do mundo acredita-se que a nova temporada é sempre um momento propício para renovar as energias. Então que tal incluir a reforma da casa nesse pacote?

O solstício de inverno, como é denominada a mudança de estação, marca o início de um novo ciclo solar. Na geografia, isso significa que as noites passam a ser um pouco mais longas do que os dias. Na astronomia, pode significar a abertura de novos caminhos, repletos de novas ideias e inspirações. Aproveite o momento!

Dicas para acertar na reforma da casa

Agora que você já viu os principais motivos para reformar a casa no inverno, vamos aos três pilares para uma reforma bem-sucedida: planejamento, acompanhamento e organização. Saiba mais!

Planejamento

Não adianta começar o serviço por impulso sem saber exatamente o que você quer para o cômodo. Não basta imaginar: é preciso colocar no papel os materiais, a mão de obra, o orçamento e várias outras questões pertinentes para que a obra saia dentro do tempo previsto e com o padrão de qualidade que você almeja.

A lógica é simples: quanto mais complexa for a obra, maior deverá ser o planejamento. Atividades como reforma elétrica, hidráulica e estruturação do imóvel, por exemplo, exigem conhecimento técnico e mão de obra especializada.

Já as trocas de revestimentos e a renovação da pintura costumam ser tarefas mais simples. No entanto, nem por isso deve faltar planejamento. Pintar as paredes com o tempo úmido, por exemplo, é inviável. Por isso, qualquer que seja o serviço, planejar-se é fundamental.

Acompanhamento

Não basta contratar mão de obra especializada, profissionais confiáveis e caprichosos se você não puder orientá-los. Eles precisam saber exatamente o que você deseja para a obra, quais etapas devem ser priorizadas e qual é o tempo hábil para finalizar o serviço.

Então, mesmo que você tenha uma rotina corrida, é importante dedicar um tempinho do dia para passar essas instruções aos profissionais envolvidos, supervisionar a obra e conferir o andamento das tarefas.

Organização

Independentemente do assunto, a organização é imprescindível para poupar tempo e garantir a produtividade. Quando falamos em reformar a casa, esse quesito ganha ainda mais importância.

Pense no transtorno que seria começar a reforma do banheiro de manhã, naquela hora em que todo mundo está se arrumando para o trabalho ou para escola  ou na dor de cabeça de inutilizar todos os cômodos da casa de uma só vez. Seria um pesadelo, não?

Para não correr esse risco, organize-se. Defina as etapas da obra, pensa na rotina da família, converse com os pedreiros e estabeleça os melhores horários para a realização de cada serviço. Assim a reforma acontecerá sem problemas e sem erros!

Por último, mas não menos importante, tenha em mente que o planejamento da obra e o momento escolhido para realizá-la estão interligados. Vimos que é muito melhor fazer a reforma da casa no inverno, mas somente isso não basta: o projeto precisa estar bem planejado e os materiais devem ser de primeira.

Pagar mais barato no inverno não significa escolher produtos de origem duvidosa. Lembre-se: o custo-benefício deve sempre falar mais alto.

Por isso, na hora de comprar os materiais da obra, procure lojas reconhecidas e especializadas no ramo, como a Cristiano Casa e Construção. Aproveite e entre em contato conosco para garantir os melhores produtos!