Em se tratando de decoração de casa, é normal fazermos algumas experiências que nem sempre nos deixam felizes com o resultado. A textura em parede, por exemplo, é uma técnica que virou tendência e, por isso, muita gente resolveu investir no acabamento. Por outro lado, como se trata de uma pintura característica, ela também pode sobrecarregar nosso olhar.

Nessas horas, quando a gente percebe que se cansou da composição, vem o desafio: remover a textura sem danificar a parede. É possível? Sim! Bastam alguns cuidados básicos e as ferramentas corretas, além de um pouquinho de tempo e paciência para garantir uma parede lisinha de volta.

Se você está nesse dilema, veja este passo a passo e aprenda a retirar a textura da melhor maneira possível. Vamos começar?

Comece com espátula para remoção e lixa para nivelamento

A primeira coisa a se fazer é forrar o chão com lonas ou jornais velhos para conter a sujeira da remoção. Em seguida, faça um teste de retirada com uma espátula específica, verificando se a textura se solta com facilidade. Procure aquelas pontinhas sobressalentes do acabamento e comece passando a espátula por ali — provavelmente, esses pedaços sairão com facilidade, o que agilizará o serviço no restante da parede.

Continue a remoção aos poucos até que toda a superfície esteja livre da textura. Depois, será essencial lixar a parede para nivelar a área, deixando o acabamento mais uniforme. Assim, com o local livre da textura e devidamente nivelado, você já pode prosseguir o serviço finalizando a área com a nova pintura.

Apenas lembre-se de que, antes de pintar as paredes de novo, é preciso retirar qualquer sinal de pó de lixa da superfície. Para essa tarefa, use um pano limpo e úmido. Agora sim a parede está preparada!

Aplique massa corrida para melhorar o acabamento

Esse passo, na verdade, é uma alternativa de acabamento caso não seja possível remover a textura com espátula. Em linhas gerais, as texturas com pontas sobressalentes são facilmente removíveis com espátulas. Já a textura de baixo relevo, como o grafiato, é mais difícil de ser retirada desse modo. É aí que entra em cena a massa corrida.

Essa é uma alternativa econômica e muito prática, já que o uso da massa vai camuflar o efeito da textura sem que você precise fazer esforço para retirá-la.

No entanto, se a textura tiver um pouco mais de relevo, essa técnica não é tão recomendada, pois seriam necessárias várias demãos de massa, o que aumentaria muito a espessura da parede. Se for esse o caso, considere retirar a textura com produtos específicos, como explicaremos no próximo tópico.

Voltando à textura de baixo relevo, aquela que é possível camuflar com o auxílio de massa corrida, considere o seguinte passo a passo:

  • nivele a parede com o auxílio de uma lixa específica;
  • limpe toda a superfície com detergente e pano úmido;
  • certifique-se de que tirou todo o pó para não comprometer a pintura;
  • aplique a massa corrida conforme instruções de preparação do fabricante, lembrando-se de que em paredes externas deverá ser utilizada a massa acrílica;
  • finalize o acabamento com a nova pintura de sua preferência.

Utilize produtos específicos para remoção de textura em parede

Pois bem, chegamos aos casos mais extremos de remoção de textura em parede, como naquelas situações em que o modelo de textura é muito diversificado e, portanto, difícil de remover. Nesses casos, fazer a simples remoção com espátula deixaria desníveis na parede.

A aplicação de massa corrida também não seria viável, pois, como dissemos, demandaria várias camadas de produto. O que fazer então? Lançar mão de removedores específicos para isso!

No mercado especializado, é fácil encontrar produtos com essa função, que geralmente são vendidos na forma de líquido ou em gel. A única ressalva é quanto a seguir minuciosamente as instruções do fabricante na hora de aplicar o produto, caso contrário o resultado poderá ser desastroso.

Mas não se desespere! Afinal, com um pouquinho de cuidado e paciência, dá para fazer o serviço tranquilamente, alcançando o melhor resultado.

Se você estiver receoso e achar que não consegue fazer a remoção sozinho, não tem problema, basta contar com mão de obra especializada que, decerto, os profissionais farão um serviço de qualidade. Porém, se você leva jeito para a coisa e tem tempo para colocar a mão na massa, o passo a passo é basicamente este:

  • aplique o produto na parede e aguarde o tempo de ação indicado na embalagem, em torno de 15 a 20 minutos;
  • retire a textura amolecida pelo produto, com o auxílio de uma espátula e com cuidado para não danificar o reboco;
  • limpe a parede após a remoção da textura, de preferência com o auxílio de um tíner para retirar todos os resíduos;
  • aguarde a secagem completa da parede por algumas horas;
  • lixe toda a superfície para fazer o nivelamento;
  • limpe a poeira com um pano úmido;
  • aplique a nova pintura de sua preferência.

Quanto ao tempo de secagem após remover a textura da parede, ele vai depender do tipo de removedor que você utilizou. Os removedores mais comuns são fabricados em gel e demandam cerca de cinco horas até que você possa lixar a superfície e preparar a parede para o novo acabamento.

Pronto! Neste post, você acompanhou as técnicas mais comuns para remover textura em parede sem causar danos na superfície. Há ainda quem se arrisque em receitas caseiras de remoção de textura, como a utilização de fogo. Entretanto, vale ressaltar que essa é uma solução que exige técnica e que, portanto, só deve ser utilizada por profissionais especialistas.

Concentre-se nas alternativas mais práticas de remoção de textura — espátula, massa corrida e removedor específico — e veja qual delas é a mais indicada para o tipo de textura em questão. Lembre-se de que a utilização dos removedores tende a agilizar o processo, além de garantir um acabamento melhor e mais uniforme. Na dúvida, conte com o auxílio dos vendedores para encontrar o produto ideal!

Falando em produto ideal, leia também este post com os tipos de tinta para cada ambiente da casa e prepare-se para a nova pintura!