Deixar a casa confortável e do nosso jeito é apenas uma das diversas vantagens de planejar a decoração de um ambiente. Decorar é mais do que apenas uma preocupação estética — é a manifestação de quem somos, do que revelamos para o mundo e da forma que esse mundo reflete em nossas almas.

Por isso, ao enumerar as tendências de decoração para 2018, não podemos nos esquecer: além de caminhos a seguir, tendências são reflexos de assuntos relevantes que acontecem dentro de um breve recorte de tempo.

Quer saber quais são essas preocupações e o que significarão na decoração para o próximo ano? Então confira no texto abaixo.

Tendências de decoração para 2018: Tons neutros

Antessala e Sala de Jantar da Situar Arquitetura, usando tons suaves e convidativos.

1. Cores neutras

Alguns profissionais indicam que esse será o ano da intelectualidade no universo do design. Por isso, prepare sua palheta neutra! Ela estará inserida na decoração e em todos os cantos da sua casa.

Hoje em dia, a busca pela paz interior e pelo equilíbrio na vida — tanto profissional quanto pessoal — é uma questão que domina muitas áreas: desde os esportes e a culinária até, é claro, a decoração. O objetivo é criar um ambiente mais calmo e relaxante, propício para descansar após dias estressantes, e nesse caso não há nada melhor que tons que evocam a paz visual.

Por isso tons neutros e leves serão uma forte tendência para paredes e acessórios de decoração em 2018: a neutralidade da cor retorna ao ano tanto em peças simples quanto em ambientes mais sofisticados, como uma forma de levar paz e tranquilidade aos ambientes.

Tendências de decoração para 2018: Ultra Violet Pantone

A cor tendência de 2018, segundo o Instituto Pantone, é o Ultra Violet.

A cor PANTONE do ano: Ultra Violet

A coloração do ano, de acordo com o Instituto Pantone, representa “o vasto e ilimitado céu noturno, simbolizando o que é possível fazer para continuar a se inspirar no desejo de perseguir um mundo que está além do nosso.”

A escolha por cores e tons suaves reflete, de certo modo, o tempo em que vivemos, em que o retorno da leveza é altamente apreciado. A simplicidade mostra e guia o modo de vida hoje. E na decoração, o retorno dos tons neutros e brilhantes reflete bem essa sugestão.

 

 

2. Madeira como prioridade

Tendências de decoração para 2018: Uso da madeira

O Quarto do Bebê elaborado por Marco Reis usa móveis amadeirados e elementos naturais como a palha.

Figurinha recorrente em listas e recomendações de tendências, parece que a madeira desfilará outra vez pelos cômodos Brasil afora. Ela será muito bem-vinda para aquecer a decoração e, desta vez, ganhará um uso mais rústico ou em formas e cores mais leves. Para 2018, a aposta é usá-la em contraste com materiais frios, como metais e pedras.

A madeira será fortemente recomendada pelos profissionais como o material predominante. Na mesma linha “orgânica” e “natural”, a cortiça, a argila e as pedras naturais também ganharão espaço, principalmente trabalhando sensações de conforto e aconchego.

O toque rústico, com uso de pedra e madeira, não aparecerá apenas no chão. Também transformará a aparência de paredes, bancos, cadeiras, prateleiras e diversas peças do mobiliário nacional.

Entretanto, tenha em mente que produtos naturais, como madeira e pedras, precisam de cuidados para manter-se em boas condições e com a aparência original. Especialmente se ficarem ao ar livre, expostas a elementos climáticos potencialmente danosos, as peças de madeira requerem zelo.

3. Elementos naturais na composição

Tendências de decoração para 2018: Elementos naturais

A Sala Central projetada por Dodora Gontijo tem elementos naturais presentes na temática dos quadros, além da madeira em destaque.

As tendências de 2018 já estão chegando, e é possível ouvir o som que fazem. Isso mesmo. Elas cantarolam uma canção conhecida que diz “Deixa acontecer naturalmente”!

Tal revelação justifica o grande número de estampas naturais que revestem móveis e estruturas. No sofá, no tapete, nos quadros da parede… De forma geral, reflete-se aqui e no item anterior um retomar das raízes, uma tentativa de conectar o modo de vida moderno com elementos do passado que merecem ser apreciados.

E a onda orgânica não invadiu apenas as figuras. Outra presença ilustre — dessa vez no campo das texturas — é a tela natural ou tela de palha. O material trançado já apareceu outras vezes em assentos e cadeiras, e retorna como tendência de decoração para 2018 aplicado até mesmo nos móveis!

4. Ambientes com atenção difusa

Tendências de decoração para 2018: Atenção difusa

Ambientes com atenção difusa configuram tendências de decoração para 2018, garantindo que cada visual seja apreciado por inteiro.

Uma extensão da busca pela leveza e tranquilidade mencionada acima, para além das cores neutras, será também muito utilizada a transparência. Objetos transparentes absorvem formas e cores adjacentes, permanecendo no conceito de neutralidade aparente.

Como vivemos em um país farto em luz solar durante grande parte do ano, a tendência será construir casas e apartamentos com amplas aberturas. O excesso de luz refletirá também na busca pelo brilho, que será maximizado pelos tons claros. Entretanto, a iluminação natural abundante não combina com decorações pesadas e requer um ambiente pouco contrastante. Por isso, dê a vez para decorações discretas e sem chamarizes.

Aqueles que abraçarem a ideia devem combinar cores claras e discretas com objetos em formas suaves e pouco chamativas. Mesmo os amantes de decorações dramáticas e fãs de contrastes podem flertar com a leveza e beleza da luz natural.

5. Preciosismo em detalhes

Tendências de decoração para 2018: Preciosismo

A Cozinheta de Isabela Bethônico ganha charme especial com a decoração, que usa de artesanato a porta-tempeirinhos.

O consultor em administração Stephen Kanitz ditou certa vez: “Não são os grandes planos que dão certo; são os pequenos detalhes”. E a frase soa ainda mais atual aliando-se ao item número 4!

Nesse contexto de tons neutros e atenção difusa, cabem aos detalhes pontuar ambientes de forma única, conferindo personalidade e originalidade. Livros, revistas e jornais, assim como CDs e discos de vinil, serão frequentemente utilizados como objetos decorativos de interior e podem trazer um charme pessoal ao espaço. Afinal, poucas pessoas — além de você — tem aquele LP clássico da Banda Molejo que merece ser destacado na sala de visitas!

O artesanato é outro traço da linha preciosista adotado nas tendências de decoração para 2018. Em especial a cerâmica artesanal, queridinha dos mineiros. Leve para sua cozinha cumbucas, copos e pratos do material, enriqueça o home com pequenas esculturas e artigos manuais, ou coloque a cerâmica nos vasos de jardim!

Para abrigar os itens, use e abuse dos aparadores, suportes de centro ou mesmo compartimentos vagos no armário. Caso tenha problemas com a gravidade — crianças em fase de desenvolvimento e animais como gatos, curiosos por natureza, são poderosos agentes dessa força planetária — fixe a decoração com fitas adesivas para quadros.

Decorar a casa é uma tarefa de prazer indescritível! E agora que você já está por dentro das tendências de decoração para 2018, que tal inspirar-se ainda mais e conferir algumas dicas para escolher móveis para a área externa de sua casa?

Todas as fotografias utilizadas fazem parte do PressKit de divulgação da CASACOR MINAS GERAIS 2017.