Morar em um país que faz sol praticamente o ano inteiro é um privilégio! Por isso, ter uma piscina em casa é sempre um ótimo investimento. Mas, para que o seu momento de lazer não se transforme em estresse e dor de cabeça, é fundamental saber escolher o piso da área da piscina.

Ele precisa ter propriedades específicas para que o conforto e a segurança não sejam comprometidos. Afinal, em se tratando de uma área constantemente úmida e exposta às condições climáticas, todo cuidado é pouco.

A boa notícia é que é plenamente possível aliar segurança, conforto e beleza para o entorno da piscina. Para ajudar você com essa escolha, preparamos este post com tudo o que você precisa saber a respeito. Continue a leitura para conferir!

Um piso seguro não precisa ser feio

Quando falamos em piso seguro, logo pensamos nos modelos antiderrapantes, não é mesmo? Essas peças são as grandes responsáveis para evitar quedas e escorregões, sem medo de se divertir na sua área externa, principalmente se tiver criança em casa.

Ok, pode até ser que você considere o piso liso muito mais bonito. Porém, no caso da piscina, não dá para fugir das rugosidades das peças. Mas nem por isso elas precisam ser feias! Esqueça esse mito, pois há uma extensa gama de modelos nas lojas especializadas justamente para que você possa escolher a peça perfeita para o entorno da sua piscina.

Outro aspecto importante para você ficar de olho é se o piso absorve muito calor. Fuja dessas opções! Como as piscinas são áreas expostas aos raios solares, é imprescindível escolher um modelo atérmico (frio) para garantir o conforto e também a durabilidade. Desnecessário sair da piscina ou da ducha e colocar os pés no chão queimando, não é?

Tipos de piso para a área da piscina

Agora que você já sabe as propriedades específicas do piso da área da piscina, vamos aos tipos mais recomendados. São eles: pedras, madeira, porcelanatos e cerâmicas. Os dois primeiros tendem a ser um pouco mais caros e demandam manutenção mais criteriosa.

Os dois últimos, por sua vez, além de resistentes são muito práticos para limpar e manter. Quanto à beleza e ao design das peças, com qualquer uma dessas opções você estará bem servido!

Pedras

Os pisos de pedra, além de cumprirem a função de revestimento, também podem ser peças decorativas muito sofisticadas para a área externa de sua casa, já que têm um design ímpar. As mais recomendadas são as pedras Mineira e São Thomé.

Além de seguras, contribuem para dar um ar mais clean e minimalista à área da piscina, configurando atmosferas que podem variar do clássico ao rústico, dependendo do estilo que você quer para o ambiente.

Madeira

Eles nunca passam despercebidos e, apesar de exigirem manutenção constante, os decks de madeira ainda são os campeões quando o assunto é piso para a área da piscina.

Aconchegantes e extremamente versáteis, combinam conforto e beleza em doses certas nas áreas de lazer. Para os adeptos da decoração rústica ou natural, essa costuma ser a melhor escolha, pois a madeira por si só é capaz de trazer os “ares da natureza” para dentro de casa.

Outra vantagem desse tipo de piso é que ele permite criar contrastes incríveis entre a tonalidade da madeira e os demais elementos decorativos. Se você optar por tons mais escuros, experimente escolher arranjos, poltronas e almofadas em tonalidades mais claras. E vice-versa. O efeito visual vai ficar incrível!

Porcelanatos

Não há dúvidas de que os pisos de pedra ou madeira são belos e sofisticados por natureza. Mas o custo do investimento e da manutenção muitas vezes está fora dos seus planos. E aí nada melhor do que fazer uma substituição à altura com os porcelanatos!

Esse tipo de piso também está disponível em modelos que cumprem com maestria as funções de segurança e conforto térmico para o entorno da piscina. E uma grande vantagem dessas peças é a facilidade de limpar e de manter.

Mas, se ainda assim, você não quiser abrir mão da madeira ou da pedra, saiba que nas lojas especializadas é possível encontrar porcelanatos que imitam esses materiais. Ou seja, você consegue o efeito desejado e ainda alivia o seu bolso.

Alguns porcelanatos que simulam a madeira apresentam até mesmo aquelas impressões de desgaste natural da peça, sabe? Sem falar que, apostando nessa opção, você fará uma escolha sustentável, já que não precisará recorrer à madeira bruta.

Cerâmicas

Quanto às peças que reproduzem pedras, elas geralmente têm o acabamento cerâmico, produzido em um minucioso processo de impressão em alta resolução para que a cerâmica se assemelhe ao máximo ao design de pedras específicas.

A grande vantagem, com certeza, é a diferença de preço, visto que o custo total do projeto poderá ficar consideravelmente menor com os pisos cerâmicos do que com as pedras originais. E não é só esse modelo de cerâmica que pode ser escolhido, viu?

Outro benefício dessas peças é justamente a variabilidade de padrões, cores e texturas que você pode apostar para deixar a sua área externa exatamente do jeitinho que deseja.

Como dissemos, com qualquer uma dessas opções é possível aliar segurança, conforto e estética para a área da piscina. A diferença na composição do design ficará por conta do estilo de décor do restante da residência e da personalidade dos donos. Por exemplo: se a sua casa tem uma decoração rústica, os pisos amadeirados tendem a combinar mais facilmente com os demais elementos.

Já para aqueles mais clássicos e minimalistas, os porcelanatos costumam ser a melhor escolha, sobretudo se priorizadas as tonalidades mais claras, que favorecem ainda mais as sensações de leveza e amplitude. Quem gosta de ousar, pode investir em cerâmicas artesanais com padronagens únicas. Que tal?

Viu só? Priorizadas as questões de segurança, basta soltar a criatividade e caprichar na composição da área da piscina. Agora é só reunir a família e os amigos e cair na água!

Ficou inspirado? Então, entre em contato conosco para que possamos ajudar você a fazer a escolha perfeita.