Quando sofremos algum incômodo nos olhos, a atitude correta é procurar um oftalmologista logo que possível. Caso certo problema afete nossa voz, é hora de visitar um fonoaudiólogo. E como dizem que “o corpo é o lar da alma”, assim também procede a reforma de casa: para cada situação existe um profissional específico pronto para ajudar.

E, para garantir que seu lar torne-se cada vez mais confortável, bonito e aconchegante, é essencial contar com profissionais bem qualificados… Você conhece os critérios de seleção para escolher o time da sua reforma? No post de hoje a gente conta mais sobre o assunto.

Se pretende reformar sua casa, mas está em dúvida a quais profissionais recorrer, comece lendo este artigo que preparamos para você!

1. Arquiteto

O arquiteto é o trabalhador que projeta e planeja uma construção, organizando elementos no espaço de acordo com as necessidades, gosto e bolso do cliente.

Na reforma de casa, ele é responsável, principalmente, por avaliar as estruturas de acordo com seu conhecimento técnico e decidir o que deve ser mantido ou removido.

Existem três diferentes formas de contratação desse especialista: A principal delas é por projeto arquitetônico, onde o profissional desenha as plantas dos ambientes, com especificações técnicas. Além disso, faz o planejamento da obra, determinando um cronograma.

A segunda maneira é contratá-lo apenas para consultoria — o que é bastante utilizado em obras pequenas, em que o arquiteto indica as melhores alternativas de produto, acabamento e mão de obra.

Por último, o arquiteto pode ainda ser contratado para gerenciar a execução do projeto, acompanhando cada etapa da obra. De toda forma, para garantir a contratação de um bom arquiteto, tenha em mente a necessidade de pesquisar bastante. Que tal visitar um projeto já concluído para conhecer mais sobre o trabalho do profissional?

Confira seu currículo, portfólio, e analise as informações referentes ao registro profissional, bem como o diploma ou certificado de formação.

2. Designer de interiores

A função do designer de interiores é planejar o arranjo do ambiente. Seu trabalho considera questões como a funcionalidade, o conforto e, é claro, a estética. Porém, não o confunda com um decorador.

Apesar de exercer essa função no final do projeto, seu conhecimento técnico vai além disso. O designer de interiores auxilia o arquiteto a adaptar o espaço de acordo com as necessidades do ambiente, seguindo normas técnicas de acústica, térmica, luminotécnica e ergonomia.

Assim, na reforma de casa, sua principal atuação é na reformulação do layout, levando em conta fatores como a escolha de cores para decoração, aproveitamento do espaço, posicionamento dos móveis para melhor circulação e, até mesmo, o tipo de iluminação.

Na hora da contratação, certifique-se de que ele possui registro em instituições e peça referências de seu trabalho.

3. Eletricista

Ao pensar na reforma de casa, muitas pessoas lembram-se apenas da parte exterior do imóvel, se esquecendo das necessárias revisões e manutenções elétricas.  É fato: a rede elétrica também envelhece com o tempo, comprometendo o valor das contas de energia e, em alguns casos, a própria segurança do imóvel.

Além disso, na reforma de casa, é comum adicionar tomadas ou mudar eletrodomésticos de lugar. Essas alterações tornam necessárias mudanças também na estrutura de distribuição elétrica.

O sistema elétrico de uma casa é bastante complexo, e qualquer manuseio ou modificação realizado por alguém que não entende do assunto pode ser perigoso.

Por isso a importância de contratar um bom eletricista, pois esse é o profissional que possui conhecimento técnico em instalações elétricas.

Vale ressaltar o cuidado necessário no momento de contratar um eletricista: compare orçamentos sempre que possível, e conheça referências dos serviços prestados pelo especialista! Afinal, um trabalho errado nesse campo da estrutura pode colocar vidas em risco.

Novamente, verifique a certificação profissional e dê preferência à qualidade, não ao “preço camarada”.

4. Marceneiro

Os móveis são protagonistas em uma casa: além de seu papel funcional, contribuem também para toda a estética dos ambientes. Para confeccionar móveis sob medida, o marceneiro é o profissional que entra em cena.

A principal vantagem de contratar esse profissional é a possibilidade de produzir móveis completamente personalizados, nos quais o cliente escolhe e define o posicionamento de cada peça.

Outra grande vantagem são os preços flexíveis. Afinal, é possível encomendar e comprar o móvel que cabe no seu bolso, adequando o projeto ao orçamento.

Ainda, além de confeccioná-los, o marceneiro também repara móveis e peças de madeira, de acordo com as orientações do designer de interiores.

A dica de ouro para contratar um marceneiro é não ter pressa: pesquise com familiares e conhecidos por algum trabalhador de confiança. E faça orçamentos com, no mínimo, 3 profissionais diferentes.

5. Pedreiro

Quando falamos em reforma de casa, não basta ter apenas bons projetos. Também é preciso contratar um pedreiro de qualidade.

De modo geral, o pedreiro constrói e reveste muros, vigas, escadas, telhados, entre muitos outros itens, usando materiais como tijolos, telhas, cimento, rochas e revestimentos. Assim, é ele quem colocará todos os planos em prática — e por isso seu trabalho é tão importante.

Então, se quer garantir a qualidade da sua reforma de casa, vale a pena levar em conta algumas dicas para contratar um bom pedreiro:

  • tenha referências;
  • avalie o currículo;
  • analise o perfil;
  • visite uma obra feita por ele;
  • elabore um bom contrato: regrado por metro quadrado construído, e não por hora ou diária;
  • acompanhe a obra diariamente, cobrando o cumprimento de todas as especificações.

6. Pintor

Muitas pessoas acabam dispensando a contratação de um pintor profissional em suas reformas, o que pode tornar-se um grande equívoco. O pintor é o responsável pela pintura das paredes, lidando com tintas e vernizes. E ele tem outras funções como aplicar massa corrida e texturas, além de lixar as paredes.

Assim, esse profissional tem conhecimento para auxiliar na escolha das melhores tintas, aplicações e texturas de acordo com o local. Possui também todas as técnicas e ferramentas necessárias para um acabamento de qualidade, valorizando a estética do ambiente.

Quanto à contratação de um pintor, alguns cuidados válidos incluem: pesquisar várias opções, pedir referências de trabalhos anteriores e conversar bastante com o contratado, para garantir que tudo saia como planejado.

 

Enfim, começar uma reforma de casa não é mesmo uma tarefa repentina. Exige planejamento, investimento, comprometimento e, claro, bons profissionais. Cada um deles possui sua função própria, e complementam-se em prol de fazer do espaço um lugar de estadia prazerosa.

Ao fim da obra, encontrar seu ambiente do jeito que você sempre quis trará a certeza que todos os esforços valeram a pena. E que desperdício é dispensar o trabalho de bons profissionais!

E aí, gostou do artigo? Então, aproveite para curtir a nossa página no Facebook e não perca nossas novidades!