Com a estrutura pronta, é chegada a hora de escolher os acabamentos! Há quem diga que essa é a melhor parte da reforma da casa. Afinal, é nesse momento que o nosso toque pessoal vai ficando mais evidente na arquitetura e na decoração do lar.

A escolha das portas e janelas, por exemplo, carrega muito da personalidade do dono da casa e, também, da funcionalidade que ele quer dar ao ambiente. Isso porque elas influenciam em vários quesitos na obra: segurança, ventilação, iluminação, dentre outros.

É por isso que trouxemos este post com tudo o que você precisa saber para fazer uma escolha inteligente, funcional e que valorize a decoração da sua casa. E o melhor: sem gastar muito. Veja e inspire-se!

Ambiente onde as portas e janelas serão instaladas

O tamanho e a funcionalidade do ambiente são as primeiras coisas a se considerar no momento de escolher as esquadrias ideais para a reforma da casa.

Recomenda-se que as portas sejam largas, evitando assim possíveis restrições quanto aos idosos e cadeirantes, por exemplo. Além disso, portas largas favorecem o transporte de móveis e demais elementos que vão compor o ambiente na hora da mudança. Vale lembrar também que as portas de entrada tendem a ser ainda mais largas que as portas dos cômodos internos.

Quanto às janelas, é comum que elas sejam mais estreitas em cozinhas, banheiros e corredores, mas sem perder a função de garantir boa ventilação e iluminação para esses cômodos.

Salas e quartos espaçosos e com paredes largas permitem que você ouse um pouco mais no tamanho das janelas — até porque, ambientes maiores precisam ser ainda mais favorecidos pela entrada de luz natural.

Sobre o estilo arquitetônico das esquadrias, a escolha vai depender da composição do décor da sua casa. Mais adiante, falaremos dos principais materiais e combinações dos acabamentos de portas e janelas.

Geralmente, as janelas tendem a seguir o mesmo estilo da porta principal do cômodo. Se você optar por portas de madeira, por exemplo, escolher janelas do mesmo material favorece a harmonia do espaço — além de facilitar na escolha dos demais itens da ornamentação.

Nada impede, no entanto, que você mescle acabamentos diferentes. Mas, nesse caso, é importante ter em mente o efeito visual que se pretende dar ao ambiente.

De olho nos preços

Quanto aos preços, tudo vai depender das funcionalidades técnicas das esquadrias e também do estilo arquitetônico das peças. Quanto mais funcional for a porta ou janela escolhida — como aquelas que possuem isolamento térmico e acústico, por exemplo — mais cara será a peça.

Portanto, para economizar na escolha, o ideal é considerar o orçamento disponível e as necessidades do cômodo em questão, priorizando aspectos como segurança e conforto no manuseio da peça.

Também é importante lembrar que, no momento de calcular o valor total das esquadrias, é essencial considerar todo o material que será utilizado na instalação, como cimento, rejunte, verniz, dentre outros conforme o acabamento escolhido.

Posicionamento das esquadrias

Portas e janelas jamais devem ser instaladas sem critério. A posição desses itens na casa é fundamental para garantir iluminação e ventilação adequadas aos ambientes.

Nos dormitórios, por exemplo, a janela deve favorecer a ventilação, mas a entrada de luz solar deve ser regulada conforme a funcionalidade do cômodo. Lembre-se de que claridade em exagero é um grande incômodo em um local de descanso.

Quanto às portas, recomenda-se maior cuidado com as peças externas. Evite instalá-las em locais de incidência direta de sol ou chuva, pois isso diminui consideravelmente a vida útil da peça.

Portas e janelas e suas funcionalidades

As funcionalidades das esquadrias estão diretamente relacionadas à sua composição técnica. Portas de correr, por exemplo, são alternativas extremamente práticas quando for necessário economizar espaço no cômodo ou até mesmo para dividir ambientes conjugados.

Abaixo, confira outros aspectos a se considerar na hora de escolher portas e janelas para a reforma da casa:

Segurança

Para áreas externas, não há dúvidas: você deve escolher aquelas com fechaduras mais firmes e estrutura mais rígida — para suportar as intempéries climáticas como sol, chuva e ventania.

Iluminação

Como dissemos, é fundamental que as esquadrias escolhidas favoreçam a iluminação natural dos ambientes. Se a ideia é justamente economizar, quanto menos você precisar utilizar luz artificial, mais barata será a conta de energia elétrica ao fim do mês, certo?

Portas de vidro são grandes aliadas nesse quesito. Mas só o fato de a instalação ser voltada para a face norte casa já garante uma iluminação adequada, pois esse é o ponto onde bate sol o dia todo.

Conforto acústico

A opção por portas que ofereçam isolamento acústico não é obrigatória. No entanto, se você mora em um local mais movimentado, como em grandes centros urbanos, comerciais ou de tráfego intenso, vale a pena investir nessa funcionalidade. O custo-benefício é garantido. E o seu sossego também!

Se você mora em um local mais tranquilo, onde só há barulho eventualmente, uma boa alternativa para economizar é optar por forros, carpetes e cortinas no ambiente. Esses itens também ajudam a absorver os ruídos e, sem dúvida, são mais baratos que esquadrias específicas para essa função.

Conforto térmico

Vimos que a face norte da casa prioriza a entrada de luz, porém, não exagere na instalação de janelas e portas nesse ponto. Caso contrário, o ambiente poderá ficar sobreaquecido.

Além do cuidado com a iluminação natural, é preciso considerar também a incidência dos ventos na hora de posicioná-las. Elas devem ser instaladas de modo que o ar consigam entrar, refrescar o ambiente e sair logo em seguida por outra abertura — a famosa ventilação cruzada.

Prós e contras dos principais materiais para portas e janelas

O tipo de acabamento das esquadrias também influencia diretamente na funcionalidade e no estilo de décor do ambiente. Por isso, trouxemos os prós e contras dos principais materiais para que você pondere sua escolha:

Ferro e aço

Opções econômicas e muito resistentes, mas que demandam manutenção constante para evitar ferrugens. Por essa mesma razão, não são recomendadas para casas litorâneas. Precisam de isolamento elétrico e pinturas periódicas para se manterem seguras e bonitas.

Madeira

São as opções mais comuns e versáteis do mercado, pois combinam com tudo, sobretudo os modelos mais lisos e sem adornos. Além do décor, o conforto térmico também é favorecido quando escolhemos portas e janelas de madeira.

O ponto negativo é que esses itens demandam manutenção constante, pois são mais suscetíveis à umidade, ao sol e aos cupins.

Alumínio

Opção leve, de fácil manutenção e boa durabilidade. Porém, essa é uma opção menos versátil em termos de combinação com outros materiais. Além disso, o preço costuma ser um pouco maior em comparação à madeira e ao aço.

PVC

Fácil manutenção, boa durabilidade e ótimo isolamento acústico e térmico, reduzindo consideravelmente o gasto com aquecedores e ar condicionado, por exemplo. O principal ponto negativo é o preço, que tende a ser o mais caro da lista.

Após essa leitura, certamente você já está pronto para escolher as melhores portas e janelas para a reforma da casa. Aproveite e compartilhe o conteúdo em suas redes sociais para que mais gente acerte na escolha!