Um jardim bem cuidado não passa despercebido nem mesmo ao olhar mais desatento. O verde vivo das folhagens e as cores características de cada espécie compõem uma atmosfera única, inebriando frescor e muito perfume. Mas, para conseguir esse efeito, alguns equipamentos de jardinagem são indispensáveis no trato e manutenção do quintal.

Além de favorecerem o cultivo saudável das espécies, as ferramentas otimizam o seu trabalho, deixando tudo mais prático e ágil. Assim, o cansaço e a preguiça vão passar longe na hora de cuidar das plantas. Só vai restar o que há de melhor nessa terapia: a sensação de relaxamento e tranquilidade por estar cuidando de um jardim que exala boas energias!

Quer saber como manter os cuidados em dia? Então, continue a leitura e veja os principais equipamentos de jardinagem que você precisa ter em casa!

Cortador de grama

Especialmente útil em jardins maiores, o cortador de grama é um item obrigatório para manter o seu “tapete verde” sempre uniforme e com toque aveludado. Se o seu quintal é pequeno, você pode até pensar que essa ferramenta é dispensável. Mas, mesmo assim, vale a pena investir no cortador, porque aparar grama somente com tesouras é muito mais trabalhoso.

Sem falar que, com o corte regular, as espécies plantadas no terreno ficam muito mais vistosas e atraentes. Por outro lado, quando a grama está seca e desnivelada, a impressão é que as plantas estão “escondidas” no quintal. E aí ele perde sua beleza característica.

Pá pequena e larga

Indispensável para adubar as espécies até mesmo em jardins verticais, a pá de formato pequeno e largo tem um desenho bastante funcional para que você consiga mexer na terra sem fazer bagunça ou danificar as plantas, pois tem cabo curto, lâmina abaulada e bico na extremidade. Os materiais podem variar de composição, sendo mais comuns as pás de alumínio ou fibra de vidro, que são leves e fáceis de limpar.

Garfo largo (sacho)

Também conhecido como sacho ou cultivador, o garfo largo serve para preparar o solo antes do plantio, possibilitando o alcance de raízes profundas e a retirada de eventuais ervas daninhas que podem surgir ao redor das espécies.

Além disso, ajuda a cavar a terra para criar covas e valas no local exato onde você pretende encaixar a planta, mesmo que seja uma área de difícil acesso, como em canteiros próximos a muros e grades. Nesse caso, os sachos são utilizados com função semelhante à enxada. O material costuma ser de alumínio ou fibra de vidro, que são leves e mais resistentes às intempéries climáticas.

Ancinho ou rastelo

Esses dois equipamentos de jardinagem são bem parecidos. Utilizados para limpeza, escarificação (rebaixamento das bordas) e nivelamento do solo, apresentam uma diferença básica entre si: o ancinho tem mais dentes do que o rastelo e esses dentes são mais próximos uns dos outros. É por isso que o ancinho tende a ser mais eficiente quando se trata de juntar a sujeira e folhas secas resultantes da capina ou de uma poda numerosa, por exemplo.

Folha blower (soprador de folhas)

Quem está acostumado a cuidar de jardim em casa, afirma que dá para substituir o famoso folha blower pelo ancinho sem o menor problema, já que ambos conseguem limpar o terreno com a mesma eficiência. A diferença talvez esteja na agilidade da tarefa, já que o soprador permite recolher folhas e galhos caídos com mais rapidez, juntando-os em um único canto. Tudo vai depender da habilidade e da experiência que você tem com essas ferramentas.

Tesoura para poda

Sabemos que respeitar o período de poda de cada espécie é imprescindível para que elas cresçam saudáveis e belas. Em espécies menores, geralmente aquelas que utilizamos para decorar as áreas internas da casa, dá para realizar a poda somente com as mãos e uma tesoura convencional. Mas, no caso de plantas maiores, o ideal é utilizar a tesoura específica de poda para retirar os galhos secos e folhas mortas sem correr o risco de danificar a espécie.

Isso porque a tesoura específica permite um corte muito mais certeiro e cuidadoso, que não vai comprometer a estrutura do vegetal. Inclusive, existem tesouras de diversos cortes disponíveis no mercado. Então, se o seu jardim é composto por espécies diversas, uma boa dica é montar um kit de jardinagem com tesouras diferentes conforme o tamanho do caule e a necessidade da planta em questão.

Dependendo dos vegetais que você cultiva, um arco de serra também poderá ser útil. Esse equipamento de jardinagem serve para podar galhos mais grossos. Existe ainda o serrote de poda, que é ideal para caules médios e grandes de árvores de jardim.

Tesourão

O tesourão tem uma finalidade bastante específica quando se trata de cuidar das espécies: ele é utilizado para podar plantas que precisam ter aparas regulares para sobreviverem, como no caso das cercas vivas de muros e das áreas de gramados.

Nessas situações, o tesourão facilita muito o trabalho de poda, pois permite cortar vários ramos ao mesmo tempo sem perder a uniformidade da composição e a beleza do jardim. No entanto, para garantir um corte reto e homogêneo é preciso saber empunhar a ferramenta de forma correta. Mas nada que um pouquinho de treino não resolva, não é mesmo?

Enxadinha

A enxadinha deve ser utilizada naquelas tarefas que exigem mais esforço, como a retirada de ervas daninhas pela raiz. Seu uso também é muito comum na capina do mato baixo, além de ajudar a escavar e revolver a terra, espalhando adubo e matéria orgânica.

Apesar de ser uma ferramenta de jardinagem menor do que a enxada convencional, ela pode variar de peso e formato conforme o porte do jardim. No geral, a mais utilizada é a enxadinha de duas libras e meia de peso.

Transplantador

Os transplantadores são bem parecidos com as pás de jardim. A diferença básica é que são mais estreitos e apresentam marcação de profundidade. São utilizados para retirar a terra naquele momento em que precisamos reacomodar a planta em um solo novo.

Aí, com o auxílio do transplantador, dá para saber ao certo a profundidade do buraco, permitindo que o crescimento da raiz respeite as particularidades de cada espécie. E, se você estiver em dúvida quanto à profundidade ideal de alguma planta, não se preocupe, pois essas medidas sempre vêm descritas na embalagem de mudas e sementes.

Enxertador e escarificador

Enquanto a primeira ferramenta é usada para enxertar parte da haste de uma espécie que será replantada em outro local, o segundo utensílio serve para criar bordas simples e limpas entre as floreiras e a relva, permitindo o acabamento perfeito do solo.

Anotou? Com essa lista certamente não vão faltar equipamentos de jardinagem para manter seu jardim bem cuidado e com aparência deslumbrante. Não se esqueça também daqueles itens básicos de manutenção, como pulverizadores, regadores e mangueiras.

Os equipamentos de segurança também são importantes para sua proteção durante a tarefa e, portanto, jamais devem ser esquecidos. Por isso, tenha sempre óculos, luvas, botas, joelheiras e aventais quando for cuidar do seu jardim!

Gostou da ideia? Então assine nossa newsletter e receba mais dicas valiosas de casa e jardim!