Planejamento definido, profissionais capacitados e materiais de primeira. Tudo isso é imprescindível para uma reforma bem-sucedida. Mas tem outra coisa que jamais pode passar despercebida quando falamos em reformas e construções: os equipamentos de segurança.

Os famosos EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) são de uso obrigatório para garantir a integridade física do trabalhador no canteiro de obras, seja ele um funcionário de uma empreiteira ou um pedreiro autônomo.

Segundo a Norma Regulamentadora NR6, pertencente ao Ministério do Trabalho e Emprego, os EPI’s devem estar em perfeitas condições de uso, sendo disponibilizados pela empreiteira ou, no caso do trabalhador autônomo, custeados por ele próprio.

Por isso, é essencial que esses equipamentos sejam comprados em lojas especializadas no ramo, possuindo a devida qualidade e certificação. Se você está pensando em reformar a casa por conta própria, confira os principais equipamentos de segurança que você vai precisar.

Capacete e viseira

O capacete e a viseira servem para proteger a cabeça e a face do trabalhador contra eventuais quedas. Afinal, mesmo que os andaimes e demais superfícies da obra estejam seguras, pode acontecer de alguns materiais caírem, por descuido, sobre o funcionário.

Além disso, capacetes e viseiras impedem, ainda, que resíduos de materiais ou a luminosidade excessiva do local contaminem os olhos do trabalhador. Os capacetes possuem tamanho único, mas podem ser ajustados. E são equipamentos obrigatórios não apenas para os trabalhadores, mas também para supervisores ou visitantes da obra.

Cinto de segurança

Os cintos de segurança são equipamentos obrigatórios para todo e qualquer trabalhador que utiliza andaimes. É essencial que o cinto seja devidamente certificado, de modo a garantir a máxima proteção ao trabalhador.

Ele deve estar sempre bem ajustado ao corpo e preso de forma adequada na estrutura do andaime. Jamais descuide dessas questões, pois a utilização correta do cinto de segurança ainda é a maneira mais eficaz de prevenir acidentes mais graves que podem até ser fatais.

Luvas

Parece óbvio, mas muita gente que resolve fazer a reforma por conta própria só vai se lembrar da importância desse item na hora de mexer com ferragens ou demais objetos pesados e cortantes. Por isso, para evitar perda de tempo, inclua as luvas de proteção no topo da sua lista.

Para carregar objetos pesados, as luvas mais indicadas são as de malha pigmentada, que são aquelas que apresentam bolinhas de borracha na palma da mão. Com o uso das luvas, evitam-se os cortes típicos ocasionados pelos materiais, além de conferir muito mais firmeza para o carregamento seguro dos itens, prevenindo quedas e prejuízos.

Óculos de segurança

Cortar, perfurar ou lixar superfícies são exemplos de atividades para as quais os óculos de proteção são imprescindíveis. Afinal, você não quer que lascas de materiais atinjam os seus olhos, certo?

Isso significa que esse equipamento é ainda mais importante para os serralheiros, soladores e carpinteiros da obra. Além disso, também é fundamental que os óculos tenham proteção contra os raios UV, para o caso dos funcionários que trabalham diretamente expostos à luz solar.

Máscara filtradora

Corte de peças, limpeza ou pintura também são atividades bastante características e que, portanto, exigem o uso de um equipamento de segurança específico: a máscara filtradora.

Essas máscaras são fabricadas com tecidos capazes de filtrar o ar, de modo a impedir a entrada de partículas de sujeira ou resquícios de materiais pelas vias áreas do trabalhador.

No caso de quem vai mexer com pintura, a máscara filtradora é essencial para evitar aquelas alergias respiratórias tão comuns quando o assunto é tinta à base de água. Já em relação às tintas à base de solventes, será necessário também um respirador. E lembre-se: nesse caso, apenas utilize a tinta em ambientes ventilados.

Abafador de ruído

Quem nunca ouviu a história de alguém que trabalhou em obra durante muito tempo e acabou perdendo parte da audição? Pois é! Esse problema pode ser facilmente evitado com a utilização dos devidos equipamentos de proteção auricular.

Os protetores são obrigatórios para preservar audição do trabalhador em longo prazo. Isso sem falar que propiciam um melhor conforto auditivo para quem lida com britadeiras, estacas, serras elétricas e tantos outros objetos barulhentos.

Todo mundo sabe, mas não custa lembrar: também é fundamental que os protetores de ouvido estejam sempre limpos para evitar infecções ou outras doenças contagiosas.

Vestuário adequado

Calça, camisa com manga e botas de segurança. Por mais simples que seja a tarefa, esse deve ser o uniforme de quem vai realizar uma reforma, minimizando os riscos da exposição aos elementos nocivos do ambiente de trabalho.

Importante ressaltar, ainda, que existe uma diferença entre o uniforme simples — utilizado pelo trabalhador autônomo — e o uniforme caracterizado como EPI obrigatório. Este último é mais complexo e geralmente é utilizado em obras de maior porte, realizadas por empreiteiras.

Essas empreiteiras são as responsáveis por oferecer o uniforme ao trabalhador, conforme todas as exigências e especificações dispostas pela Norma Regulamentadora Nº6. O não fornecimento do uniforme ou demais equipamentos, inclusive, é passível de multas e infrações à empreiteira responsável pela obra.

Além dos principais equipamentos de segurança que você acompanhou neste post, aproveitamos para ressaltar também a importância de contar com um plano de reforma bem definido e de portar todas as autorizações necessárias para que sua obra esteja de acordo com a lei.

Para quem não sabe, o plano de reforma é, na verdade, um descritivo com as informações técnicas da obra — como desenhos, escopo dos serviços e materiais, impactos nos sistemas e subsistemas, entre outras questões relevantes para o desenvolvimento das tarefas. Por isso, deve ser elaborado por um profissional capacitado.

Quanto às autorizações, tudo vai depender do porte da obra. Pequenas reformas — como reparos ou pinturas — geralmente não alteram as características do imóvel e, portanto, não precisam de autorizações. Porém, no caso de obras maiores, poderá ser necessário algum tipo de alvará ou licença expedida pela prefeitura para regularizar a obra. Confira as leis do seu município e fique ligado!

Pronto! Agora que você já tem todas as informações necessárias para realizar uma reforma segura e bem-sucedida, entre em contato com a nossa empresa e garanta já os equipamentos de segurança que você precisa!