Projetar um espaço pequeno é sempre um desafio. A tarefa requer habilidade para tornar o ambiente funcional sem comprometer a estética do cômodo. Em se tratando de reformar a cozinha, esse cuidado é ainda mais importante, já que ela é um dos locais mais movimentados da casa, além de abrigar vários equipamentos e eletrodomésticos.

O primeiro passo é posicionar corretamente os móveis e eletros para criar uma área de trabalho prática e espaçosa mesmo com pouca metragem. Por isso, o layout em triângulo é sempre o mais indicado. Escolher bem as bancadas, revestimentos e utensílios também é fundamental para ter mais facilidades no dia a dia.

Quer entender melhor como funciona? Então continue a leitura e aprenda a montar uma cozinha pequena, porém cheia de conforto e praticidade!

Posicione os móveis e eletrodomésticos estrategicamente

O layout em triângulo favorece a circulação no ambiente, sendo recomendado tanto para cozinhas maiores quanto menores. A intenção é formar uma área de trabalho triangular com a geladeira, o fogão e a pia em cada uma das pontas da cozinha. No caso do cooktop, esse costuma ficar na mesma bancada da pia, com a geladeira na parede contrária.

Quanto aos armários, opções aéreas são as mais indicadas, já que aproveitam bem cada centímetro do cômodo. Se possível, escolha móveis planejados ou sob encomenda, pois se adaptam ainda melhor ao espaço disponível, criando um nicho específico para cada equipamento: fogão, geladeira, micro-ondas etc.

Acerte na composição das bancadas e assentos

Bancadas em L são muito recomendadas para um espaço pequeno, delimitando bem o local de trabalho e deixando a área remanescente livre para a circulação. Fazer uma do tipo contínuo também é uma opção interessante, sobretudo para cozinhas mais estreitas.

Em ambos os casos, prefira peças em linha reta e fabricadas em mármore ou granito. Além de favorecer a sensação de amplitude, você terá um acabamento de qualidade e duradouro. Já nas bancadas específicas para refeições, é possível utilizar madeira ou MDF para criar uma atmosfera mais aconchegante no cômodo.

O tamanho delas deve respeitar as proporções das bancadas, lembrando que um modelo de trabalho (como o de cozinheiro) costuma ser ligeiramente mais alto do que um para refeição. Se você escolher cadeiras em vez de banquetas, verifique se a altura é compatível. Em peças com 90 cm, por exemplo, o ideal é utilizar cadeiras de 75 cm.

Se o espaço for muito compacto, dá para optar por bancadas e assentos dobráveis, facilitando o dia a dia e a circulação no ambiente. Porém, se houver espaço para uma pequena mesa de jantar, vale a pena o investimento. Nesse caso, prefira as redondas, pois aproveitam melhor a dimensão do cômodo.

Escolha revestimentos claros e fáceis de limpar

O branco é quase uma unanimidade quando falamos em espaços pequenos. Não é para menos, já que a sensação de leveza e amplitude é praticamente instantânea quando decoramos um cômodo inteiro nessa tonalidade. Então, se a intenção é fazer o local parecer muito maior do que de fato é, escolha pisos, revestimentos e eletrodomésticos brancos.

Está receoso de tornar a cozinha monótona e sem vida? Deixe a cor para os azulejos da bancada e demais peças decorativas, como luminárias, vasos e louças específicas. Quanto aos objetos de enfeite, não se esqueça de que em ambientes pequenos vale a máxima: menos é mais. Eles podem sim ser coloridos, mas não numerosos, ok?

Apesar de o branco ser a opção campeã, não é proibido utilizar pisos e revestimentos escuros em uma área mais reduzida, até mesmo o cinza ou preto. No caso da cozinha, a dica para apostar nessas cores é aplicar o mesmo tom na parede, no chão e nos armários, sem criar contrastes marcantes. Assim, a cor escura vai trazer unidade e estilo para o projeto, em vez de deixá-lo sobrecarregado.

Sobre a praticidade de limpeza, os porcelanatos saem na frente na escolha, tanto para os pisos quanto para as paredes. Como não absorvem água, podem ser lavados apenas com o auxílio de detergente neutro, deixando sua cozinha livre de poeira e gordura em poucos minutos.

Cuide da iluminação do cômodo

Um bom projeto de iluminação faz toda a diferença no décor da casa, sobretudo em um espaço pequeno. Além de valorizarem a decoração, lâmpadas adequadas deixam tudo mais prático na cozinha, desde o preparo das refeições até o momento de se sentar à mesa. Priorize a iluminação central e complemente o entorno com luminárias.

A regra básica é escolher luminárias compatíveis com o tamanho do cômodo. Então nada de peças pendentes e gigantes sobre a bancada pequena, certo? Spots embutidos são a melhor opção para esse caso. No local de trabalho, prefira a luz fria e branca. Já na mesa de refeições, uma lâmpada mais quente contribui para a sensação de aconchego.

Invista em acessórios práticos para o dia a dia

Depois de planejar os acabamentos do cômodo, é hora de escolher acessórios funcionais que tenham tudo a ver com a proposta de um espaço pequeno, além de serem práticos e confortáveis. Em seguida, listamos algumas opções.

Barra magnética para utensílios

Uma barra de ímãs é uma invenção perfeita para cozinhas menores. Assim, dá para posicionar todos os itens de metal em um passe de mágica, deixando facas, talheres, saleiros etc. sempre à mão quando for cozinhar.

Lixeira embutida

A lixeira embutida é uma evolução da boa e velha lixeirinha de pia, porém bem mais prática e sofisticada. Disponíveis em diversos tamanhos e formatos, elas são instaladas no vão do armário com um anel de vedação que evita odores ou infiltrações.

Organizador de panelas

Panelas realmente não são objetos fáceis de guardar. Nem sempre dá para apoiá-las umas sobre as outras, e, quando dá, as tampas ficam meio perdidas no armário. Um jeito muito simples de resolver o problema é comprar suportes e gaveteiros específicos para essa função, otimizando o espaço e mantendo tampas, cabos e panelas protegidos.

Conjunto de tomada retrátil

Tomadas nunca são demais na cozinha, principalmente para quem gosta de cozinhar e precisa utilizar vários eletrodomésticos de uma só vez. Uma torre de tomada retrátil facilita muito essa tarefa, pois deixa vários pontos à disposição para quando você precisar de uma fonte extra.

Ao projetar um espaço pequeno, pensar nesses detalhes faz toda a diferença no resultado final. Eles andam lado a lado com o planejamento da sua reforma ou construção, complementando o layout da cozinha com muito conforto, funcionalidade e requinte.

Se você está pensando em fazer uma reforma, mas mora de aluguel, aproveite e leia também sobre as mudanças permitidas em imóveis alugados!