Geralmente, banheiros são os menores cômodos da casa. Mas essa questão de perímetro não é razão para subestimá-los, certo? A verdade que acontece é justamente contrária: por serem ambientes pequenos, o desafio na decoração é ainda maior para unir beleza e conforto nesse cômodo tão indispensável. A atenção na hora de escolher entre os tipos de vasos sanitários, por exemplo, é fundamental.

É por isso que, neste post, separamos 6 dicas essenciais para você comprar o vaso sanitário ideal para o seu banheiro, considerando o espaço disponível, as instalações hidráulicas, o material da peça, entre outras questões importantes.

Você vai perceber que a compra perfeita deve aliar qualidade, sustentabilidade, segurança e, claro, sofisticação e beleza para o banheiro. Acompanhe!

1. Confira as instalações hidráulicas

A questão hidráulica está no topo da lista e não é à toa. Afinal, o primeiro passo na hora de comprar as peças sanitárias é conferir o estado das instalações da obra, como os tubos de ligação, mangueiras e sifão.

Isso porque a escolha do vaso sanitário vai depender também da estrutura hidráulica da sua casa, para que haja compatibilidade entre as peças na hora da instalação. Se for preciso, recorra a um bombeiro hidráulico para fazer a conferência ou eventuais adaptações.

2. Considere o tamanho do cômodo

O tamanho do ambiente também é um requisito fundamental para se levar em conta antes de escolher entre os tipos de vaso sanitário disponíveis no mercado. Como regra, o vaso precisa manter ao menos 30 cm livres de ambos os lados para não comprometer os movimentos ou o acesso à lixeira e à papeleira, por exemplo.

Além disso, para tornar o ambiente mais harmônico, o ideal é que o vaso sanitário não seja visto por quem está do lado de fora do cômodo. Os vasos convencionais, por exemplo, são boas opções para banheiros menores, já que dispensam a necessidade de caixa acoplada, o que demandaria mais espaço. Por outro lado, sanitários com caixa acoplada são opções sustentáveis.

Para não errar no tamanho, é simples: antes de realizar a compra, basta medir o espaço disponível e a louça sanitária, conferindo se as medidas se adaptam. Se o vaso sanitário escolhido não oferece um assento acoplado, é imprescindível medir também a peça que será encaixada na bacia. Essa é a única maneira de garantir que todas as dimensões serão compatíveis.

Para excluir qualquer possibilidade de erro, o recomendado é comprar bacias e assentos da mesma marca. Assim, tanto o tamanho das peças quanto os furos de fixação terão medidas compatíveis. Na dúvida, sempre peça ajuda ao lojista.

3. Defina o material adequado

Quando a natureza chama, conforto e segurança são itens indispensáveis. Por isso, preste atenção na matéria-prima da peça comprada. Verifique o estado geral da cerâmica e utilize sempre produtos de fabricantes confiáveis.

Com relação ao assento do vaso, a escolha do material dependerá basicamente da sua opção pessoal e do estilo decorativo do seu banheiro. Afinal, para que o ambiente fique mais bonito e harmonioso, as peças sanitárias — o que inclui o assento — precisam dialogar com o estilo do seu décor.

Em seguida, detalhamos as particularidades dos materiais mais comuns quando falamos em assentos de vasos sanitários. Assim, ficará mais fácil escolher a opção que melhor se adéqua ao seu banheiro e às suas necessidades. Veja!

Plástico/eva

Esse tipo de material apresenta boa durabilidade e resistência à umidade. É uma das opções mais econômicas do mercado. Custa em média R$ 40,00 reais.

Polipropileno e polietileno

Opções de ótima resistência. Têm estrutura sólida, que não se rompe com facilidade, e são fáceis de limpar. Custam em média R$ 110,00 reais.

Resina poliéster

Esse tipo de acabamento é acrílico, brilhante e sofisticado. Apresenta alta resistência e durabilidade. É prático para limpar e apresenta tratamento antibacteriano. Custa em média R$ 230,00 reais.

Almofadado

Opção macia e confortável. Apresenta ótimo conforto térmico. No entanto, esse tipo de material requer cuidados extras de limpeza, pois retém mais facilmente suor e bactérias. Custa em média R$ 100,00 reais.

Madeira laqueada

Os assentos sanitários em madeira laqueada têm acabamento sofisticado e luxuoso. Como estão disponíveis em várias cores, também são versáteis para combinar com vários estilos de décor. Custa em média R$ 80,00 reais.

A única ressalva é que este é um material pesado, que pode apresentar risco para crianças menores, por exemplo. Ao escolher esse tipo de acabamento, certifique-se também sobre a origem da madeira, que deve ser autorizada e de fabricação sustentável.

Assento infantil

Além dos modelos infantis completos, com bacia e de caixa acoplada, existem no mercado opções de assentos específicos para crianças. Assim, você não precisaria se incomodar com a troca do sanitário depois que as crianças crescerem.

Existem também os penicos infantis — recomendados para os pequenos que estão na fase do desfralde — e também o vaso sanitário com abertura frontal, indicado para pessoas com deficiência.

4. Escolha cores que harmonizem com o ambiente

Sabemos que a escolha da cor também é uma questão bastante subjetiva. Mas não dá para sair comprando uma peça de cada cor, não é mesmo? Nesse caso, o ideal é criar uma unidade visual entre todas as louças sanitárias do ambiente, favorecendo a leveza e harmonia do cômodo.

Não é à toa que as principais marcas do mercado oferecem linhas completas de peças (cuba, torneira, gabinete, banheira etc.), justamente para evitar qualquer diferença de tonalidade entre os itens. Sobre as cores em si, os modelos em tons claros e neutros são os mais populares, já que as pessoas tendem a associar esses tons a sensações de amplitude e higiene.

Mas ressaltamos que tudo vai depender da decoração do cômodo: louças sanitárias escuras ou coloridas, por exemplo, têm tudo a ver com um banheiro de design arrojado e contemporâneo. Nesse caso, prefira azulejos mais claros para equilibrar a composição. Box de vidro transparente e iluminação branca também são grandes aliados para evitar que o banheiro pareça escuro ou muito pequeno.

Quem tem idosos em casa, pode apostar no contraste de cores entre as louças e o piso, de modo que as instalações fiquem mais visíveis e o banheiro mais seguro. Nesse caso, também é essencial instalar barras de segurança dentro do box e nas laterais do sanitário.

5. Invista em vasos sanitários sustentáveis

Por último, mas não menos importante, a necessidade de escolher opções sustentáveis para nossa casa é algo cada dia mais fundamental no mercado da arquitetura e decoração. E não poderia ser diferente quando falamos dos vasos sanitários.

Sabemos que os modelos tradicionais, com válvula de descarga separada da bacia, costumam ser mais baratos. Além disso, ocupam menos espaço no cômodo. Porém, as opções com caixa acoplada e válvula de descarga de acionamento duo apresentam o melhor custo-benefício do mercado, pois reduzem consideravelmente o consumo de água.

Enquanto as descargas convencionais, de parede, gastam em média 14 litros de água a cada uso, as caixas acopladas reduzem esse consumo para 3 a 6 litros no escoamento. Via de regra, os fabricantes indicam qual o consumo de cada modelo por uma sinalização na própria peça. Procure pelo algarismo ao lado da sigla LPF (litros por fluxo).

Caixa acoplada

Ao optar pela caixa acoplada de acionamento duo, por exemplo, você investe na opção mais sustentável possível. Isso porque esse tipo de caixa apresenta duas válvulas: uma para sólidos, que utiliza cerca de seis litros de água por acionamento, e outra para líquidos, utilizando apenas três litros.

Outra vantagem dos sanitários com caixa acoplada em relação aos convencionais é a durabilidade. Vai dizer que você nunca encontrou por aí uma válvula de descarga com defeito? Às vezes dentro da sua própria casa, não é mesmo? Isso porque a manutenção desse tipo de descarga é bem mais complicada do que nos vasos modernos.

Sem falar que a instalação tende a ser mais cara, já que o sistema deve ser instalado na parede. Nos vasos com caixa acoplada, tanto a instalação quanto a manutenção são muito mais práticas, visto que as instalações estão fora da parede.

Sistema a vácuo

Os vasos sanitários com caixa acoplada chegam a economizar até 60% de água em relação aos modelos tradicionais. Mas existe um modelo de descarga ainda mais sustentável, aquele com sistema a vácuo. Esse tipo de descarga libera apenas 1,2 litro de água por acionamento. Acredite: essa quantidade é suficiente para manter a bacia limpa e livre de resíduos.

Isso só é possível porque o sistema funciona por pressão, aspirando os líquidos e dejetos e dispensando-os no esgoto. Essas vantagens justificam o valor mais elevado da instalação, até porque ela exige mão de obra especializada e encanamento específico para suportar toda a pressão quando a descarga é acionada. Mas nem precisamos dizer que o custo-benefício compensa!

6. Adquira o item em lojas especializadas

Como vimos, conforto e segurança são pré-requisitos quando falamos em vasos sanitários. Por isso, é essencial adquirir os itens somente em lojas especializadas no segmento de reforma e construção. Além de ficar atento às questões técnicas da bacia, verificando a compatibilidade com a instalação hidráulica da sua casa, é preciso certificar-se quanto à qualidade do material do vaso.

Observe a marca e avalie quesitos como durabilidade, resistência, conforto, acabamento e certificações. No momento da instalação, conte com mão de obra qualificada para evitar prejuízo ou retrabalho. Afinal, de nada adianta comprar um vaso sanitário de qualidade e fazer uma instalação mal feita, certo?

Sobre o uso contínuo, não custa lembrar aquelas regrinhas básicas que valem para quaisquer tipos de vasos sanitários: não descarte papel nem outros objetos dentro da bacia e nunca suba na peça. Capriche na limpeza e na ventilação do cômodo e pronto! Você terá um banheiro sempre pronto para uso.

Já que o assunto é banheiro, leia também este post e descubra qual o tipo de box ideal para você! Ele com certeza será útil para que você possa compor um cômodo mais condizente com sua personalidade e tendências atuais.