Instalar um escritório em casa — ou home office, do termo original em inglês — é algo cada vez mais comum entre os brasileiros. As inovações tecnológicas e a necessidade de complementar a renda do emprego fixo com serviços extras são algumas das justificativas para esse fenômeno.

A tendência já foi adotada por muitas empresas do país. As vantagens de trabalhar em casa incluem redução de despesas e melhoria da qualidade de vida: ter mais tempo com a família e não precisar enfrentar o trânsito todos os dias, por exemplo, são alguns dos pontos que estão fazendo profissionais e gestores renderem-se ao home office.

Mas você sabe como montar um home office em casa sem abrir mão do conforto das instalações e da estética do ambiente? É disso que falaremos neste post. Além de listarmos 5 dicas para montar um escritório ergonômico, falaremos também dos aspectos que você pode explorar para melhorar a sua produtividade, como a ventilação e a iluminação do ambiente. Vamos lá!

COMO MONTAR UM ESCRITÓRIO ERGONÔMICO?

Em linhas gerais, podemos dizer que o conceito de ergonomia resulta de estudos científicos que demonstram como as condições de trabalho influenciam na produtividade humana. Entre essas condições, destacam-se a funcionalidade e o conforto das instalações no ambiente de trabalho.

Por isso, quando o assunto é ter um escritório em casa, é imprescindível saber escolher corretamente os móveis e demais acabamentos do local. Afinal, quanto melhor a escolha, mais qualidade de vida você terá para trabalhar e, consequentemente, maior será o seu rendimento ao longo dos dias.

Então, seja como local de trabalho diário ou para o apoio de tarefas do cotidiano, montar o home office ideal é o primeiro passo para poder trabalhar em casa de maneira segura e eficiente, sem dor ou quaisquer outros prejuízos à sua saúde. Para lhe ajudar nesta tarefa, listamos as 5 dicas abaixo.

1. ESCOLHA A MOBÍLIA ADEQUADA

Definir o mobiliário de acordo com as medidas de quem vai utilizá-lo é o primeiro passo para ter um home office funcional e ergonômico. Se o local for utilizado por mais de uma pessoa, o ideal é optar por móveis com alturas reguláveis. Investir em mobiliário planejado também é uma boa opção, pois otimiza o espaço.

Quanto à postura do usuário, a posição do corpo deve ser observada para que, ao sentar em frente à mesa, seus joelhos, quadris e cotovelos fiquem em um ângulo de aproximadamente 90º em relação aos seus apoios.

A dobra dos joelhos precisa ficar de dois a três dedos acima do assento da cadeira, de modo que as coxas fiquem totalmente apoiadas no estofado. Assim, é possível evitar a compressão da parte inferior da coxa, favorecendo a circulação sanguínea e diminuindo o pesadelo das pernas cansadas.

Como existem cadeiras de diversas medidas no mercado especializado, fique atento à seguinte condição no momento da compra: a cadeira ideal deve oferecer altura compatível para apoiar confortavelmente os ombros, além de cobrir a maior parte das costas.

Quanto ao material das cadeiras de escritório, é preciso investir em tecidos de fácil limpeza e manutenção, principalmente se você passa a maior parte do tempo sentado. Materiais quentes e pesados, como camurça, devem ser evitados.

Dê preferência aos estofados de algodão, lycra ou nylon. O couro também é muito bem-vindo, desde que não fique exposto diretamente ao sol, pois isso poderá desbotá-lo ou até mesmo rachar o tecido.

2. POSICIONE OS EQUIPAMENTOS CORRETAMENTE

Para maior conforto visual, o monitor deverá ser posicionado de 50 cm a 75 cm distante dos olhos, com inclinação de 10º e 20º em relação à mesa. Quando for regular a altura, sente-se com as costas eretas e olhe para frente: o topo da tela deve ficar no mesmo nível da sua visão para não causar desconforto no pescoço.

Essa regulagem também ajuda a prevenir consideravelmente a famosa “vista cansada”, que faz a gente se sentir exausto no fim do dia. E você não vai querer comprometer sua saúde física e psicológica por conta de equipamentos mal posicionados, não é mesmo?

3. FIQUE ATENTO À SUA POSTURA

Além de escolher móveis de qualidade, é preciso cuidar da postura ao utilizá-los. Mantenha pés, antebraços e coluna bem apoiados para que joelhos, pulsos e cabeça fiquem alinhados corretamente, sem flexões desnecessárias. Os ombros precisam ficar relaxados para que evitar o surgimento de dores ou tensionamentos.

Na hora de montar o escritório em casa, não se esqueça que algumas cadeiras dispõem do recurso da inclinação, que é perfeito para dar aquela espreguiçada relaxante depois de uma atividade mais exaustiva. Além do mais, todo mundo sabe que esticar o corpo ajuda a alongar a musculatura das costas, o que previne problemas lombares ocasionados por tensão nos músculos.

Vale lembrar ainda que aprender uma série curta de exercícios de alongamento e executar os movimentos algumas vezes durante o dia também é muito benéfico para o seu corpo. Pense nisso!

4. RESPEITE OS MOMENTOS DE INTERVALO

Na impossibilidade de se exercitar por alguns minutinhos entre uma tarefa e outra, ao menos levante-se para beber água, tomar um café ou mesmo dar uma volta pela casa, pois esses pequenos movimentos já estimulam a circulação.

Uma boa dica é fazer um cronograma que inclua pausas curtas e regulares, de 5 a 10 minutos, para se levantar, se espreguiçar, fazer um pequeno lanche ou, na melhor das hipóteses, tirar uma soneca para repor as energias. Que tal?

5. INVISTA NO CONFORTO DO SEU ESCRITÓRIO EM CASA

Ok, escolher mesas e cadeiras adequadas já é meio caminho andado quando se trata de montar um home office prático e confortável. Mas só isso não basta. Além dos cuidados com a apresentação do ambiente — que veremos no próximo tópico — é preciso investir em mobília e instalações que não comprometam visualmente o design. O que isso quer dizer? Significa que a leveza e o minimalismo devem ser priorizados.

Então, nada de sobrecarregar o local com excesso de armários ou estantes que comprometam a harmonia do décor ou a circulação pelo espaço. Investir em um armário funcional e em algumas prateleiras ou nichos para abrigar os seus equipamentos de serviço é o suficiente.

Ou seja, concentre no escritório somente aquilo que é indispensável para as tarefas rotineiras. O restante, como estoque de materiais e a papelada de documentos e arquivos, poderá ser guardada em outro cantinho da casa, liberando as gavetas do seu home-office para abrigar apenas aqueles itens do dia a dia.

COMO TER MAIS PRODUTIVIDADE NO HOME OFFICE?

Alguns detalhes são importantes para assegurar que seu home office seja um espaço confortável e estimulante. Nesse sentido, aliar estética e funcionalidade é a solução perfeita para garantir o melhor desempenho trabalhando em casa. Afinal, ter um escritório bonito e criativo por si só já é motivo o bastante para nos deixar mais produtivos, certo?

Quanto à funcionalidade das instalações, vimos que isso tem tudo a ver com a nossa saúde física e mental na hora de trabalhar. Pode até ser que os sintomas demorem a aparecer, mas uma coisa é certa: em um escritório desconfortável e pouco funcional, a sua coluna, cabeça e músculos serão os primeiros a dar sinais de dor e cansaço. E a gente sabe o quanto é difícil trabalhar assim, não é mesmo?

Para não correr esse risco, acompanhe, a seguir, os principais cuidados que você precisa ter com as instalações do escritório.

ILUMINAÇÃO

A luz, seja natural ou artificial, deve iluminar o cômodo por inteiro, sem ofuscar o monitor ou fazer sombra sobre a área de trabalho. Repare também na alocação da mesa e do monitor para que a luz natural não reflita diretamente na tela, provocando dificuldade ou mesmo fadiga. O posicionamento ideal é aquele em que a mesa de trabalho permanece perpendicular à janela.

As luminárias de mesa também são essenciais na composição do escritório em casa, pois nem sempre será possível aproveitar ao máximo a incidência de luz natural no ambiente. Apenas lembre-se de que, nesses casos, é recomendado optar pela luz branca e fria. Ao contrário das lâmpadas quentes, elas estimulam o foco e a concentração naquele momento em que a luz do sol já foi embora.

Quanto ao risco de ofuscamento, que é um erro muito comum nos projetos de home office, a dica é simples: para evitá-lo, é só não posicionar os feixes de luz intensa diretamente sobre o computador ou perto dos objetos reflexivos, como espelhos ou demais peças decorativas de superfície refletora. Veja outras regrinhas para prevenir a fadiga ocular no home office:

  • ao posicionar as luminárias de mesa para trabalhos manuais, considere se o usuário é destro ou canhoto;

  • as lâmpadas de teto precisam ser instaladas com distâncias iguais entre os feixes, aproveitando ao máximo a iluminação central do cômodo;

  • os spots de luz indireta devem ser preferencialmente de lâmpadas frias para estimular a concentração.

VENTILAÇÃO

Entradas de ar natural são importantíssimas para favorecer o conforto térmico no seu home office. Dependendo do clima da sua região, considere a necessidade de instalar um aparelho de ar-condicionado ou aquecedor para utilizar nos momentos mais críticos. No entanto, vale lembrar que uma simples remodelada na estação de trabalho já ajuda a tornar o local mais ventilado e confortável, como posicionar a mesa perto da janela ou de elementos vazados.

Nesse caso, é imprescindível escolher também uma cortina de qualidade, que possibilite regular a entrada de luz solar na medida certa para o conforto visual e o bem-estar do usuário. Optar por pisos claros e paredes neutras também favorece a sensação de leveza e de “respiro” no cômodo. Até porque é impossível trabalhar bem em um ambiente escuro e sobrecarregado, certo?

DECORAÇÃO

Um local bem decorado instiga a criatividade e estimula o rendimento. Siga suas tendências e referências preferidas, mas sem se esquecer que a uniformidade da composição deve falar mais alto. É por isso que as cores claras são as campeãs de escolha quando se trata de escritórios, pois elas favorecem uma composição mais harmoniosa e uniforme.

Mas isso não significa que o home office precisa ser monótono e sem vida. Pelo contrário: é plenamente possível combinar as tonalidades neutras com cores pontuais em alguns elementos-chave, como cortinas, tapetes ou quadros.

Escolha uma paleta de cores de sua preferência e cuide para que ela dialogue também com o estilo de décor da casa. Dessa maneira, o escritório não vai parecer um canto isolado da residência, mas, sim, parte integrante da decoração, tudo isso sem perder em funcionalidade ou conforto.

Pronto! Com essa leitura, além de aprender como montar um home office invejável, você descobriu quais aspectos priorizar para favorecer a sua saúde e qualidade de vida enquanto trabalha. Agora é só desfrutar do escritório em casa com o máximo de eficiência, trazendo muito mais praticidade para o seu dia a dia!

O conteúdo foi útil para você? Então aproveite e compartilhe o post para inspirar seus amigos da rede a montar o home office perfeito!