Equilíbrio, harmonia e paz interior é tudo o que nós procuramos ao voltar para casa depois de um dia de trabalho, não é mesmo? Pois isso é exatamente o que a decoração natural faz pelo seu lar e por você.

Combinando inspirações ecológicas, tecidos leves e tons aconchegantes, esse estilo de décor não somente traz as referências da natureza para dentro de casa, como também harmoniza o ambiente, equilibrando doses exatas de aconchego e sofisticação.

Afinal, uma decoração natural pode (e deve!) ser bela, elegante e requintada. Assim, sempre que você abrir as portas, terá um verdadeiro oásis à sua espera. Gostou da ideia? Acompanhe as nossas dicas e repagine sua casa com as melhores tendências da naturalidade!

Boa leitura!

O que é a decoração natural?

Esse tipo de décor reúne elementos característicos da natureza para compor um design de interiores relaxante e acolhedor, sem abrir mão da elegância e do requinte no resultado final da composição. Por isso, na hora de trazer esse estilo para dentro de casa, cada detalhe deve ser pensado cuidadosamente.

As cores precisam ser leves, assim como os tecidos e o mobiliário; os materiais de origem natural devem ser priorizados — como madeira, fibras e pedras — e os demais elementos do décor precisam carregar aquele ar étnico que finaliza a composição com chave de ouro!

Todos esses detalhes são fundamentais para garantir a harmonia da composição e uma atmosfera mística que ofereça um refúgio para o estresse do dia a dia. Equilibrar bem todos os elementos é o segredo para acertar na decoração natural.

Como aplicar esse estilo de décor?

Abaixo, listamos quatro dicas práticas para que você saiba aplicar o décor natural de forma equilibrada, sem carregar o ambiente ou, por outro lado, deixá-lo monótono.

Vamos lá?

1. Priorize cores neutras

Branco, gelo, nude, areia, marrom… Todas essas cores são exemplos de tons crus que dialogam muito bem com a decoração natural. Até porque a cor é a primeira coisa que salta aos olhos quando adentramos um ambiente.

No caso da decoração natural, a tonalidade precisa ser um convite ao relaxamento. Para favorecer ainda mais atmosfera de descanso e bem-estar, aproveite ao máximo a entrada de luz natural, suavizando a passagem dos feixes com cortinas de tecidos leves e, preferencialmente, sustentáveis.

Se você estiver com receio de deixar o design pálido ou sem graça, considere pontuar algumas cores mais vibrantes que derivem dessa mesma proposta — como dourado, cobre, prateado e até mesmo um verde ou marrom mais escuro, do tipo verde-musgo e marrom-terra, típicos de nossa paisagem.

Você pode utilizá-las nos demais elementos decorativos da composição, como em mantas, arranjos ou espelhos. Assim, você conseguirá mesclar a simplicidade da natureza com a sofisticação dos objetos no entorno.

2. Aposte em acabamentos de madeira

Revestimentos amadeirados, seja no piso ou nas paredes, sempre serão ótimas escolhas quando falamos em decoração natural. Por sua versatilidade, nobreza e aconchego, a madeira também é uma opção perfeita para móveis ou objetos decorativos, pois combina facilmente com qualquer estilo de décor.

Como esse é um elemento muito característico também da decoração rústica, você deve estar se perguntando qual é a diferença entre o estilo rústico e o natural, certo? É simples: o estilo rústico tende a ser um pouco mais versátil, permitindo combinações mais ousadas e vibrantes.

Já a decoração natural tende a ser um pouco mais neutra e minimalista, de modo que a atmosfera de profundo relaxamento possa sobressair no design de interiores da residência.

3. Invista em móveis e objetos artesanais

A natureza é sábia até nisso: ela nos oferece uma enorme gama de possibilidades decorativas. E o melhor: de um jeito prático, barato e muito criativo! Tem coisa mais estilosa e cativante do que um minucioso trabalho artesanal?

Móveis, arranjos, mantas, almofadas, jogos americanos… São tantas as opções itens artesanais que é possível dar aquele toque de personalidade em cada cantinho da casa.

Materiais como cerâmica, crochê, fibras de bambu ou rattan (aquelas trançadas) se transformam em verdadeiras obras de arte na mão de artesãos talentosos. Nessas horas, vale a pena pagar um pouco mais caro para ter uma peça artesanal delicada e exclusiva na nossa casa, concorda?

4. Combine plantas e tecidos naturais

Lembra-se de quando falamos dos detalhes que fazem a diferença para finalizar o décor? Pois é! As plantas e os tecidos naturais são os exemplos mais característicos de elementos que arrematam com perfeição a decoração natural.

Quanto às plantas, nem precisamos dizer o motivo. Afinal, elas são natureza pura! Coloque-as em locais estratégicos na residência, como aquele cantinho vazio no corredor ou no vão da escada.

Qualquer que seja o porte da planta, é importante que o vaso escolhido também dialogue com a temática do décor. Vasos cerâmicos, por exemplo, são sempre uma boa pedida.

Outra grande tendência do décor natural são os troncos em madeira de lei. Eles podem ser utilizados em sua forma bruta para servir de banco, mesinhas de centro ou de canto. O resultado combina naturalidade e ousadia em doses certas!

Se o seu espaço permitir, você pode até montar um exuberante jardim de inverno, mesclando espécies chamativas e objetos mais discretos, como banquinhos amadeirados ou puffs de tecido para trazer mais conforto ao local.

Caso o seu espaço seja reduzido e, mesmo assim, você não quer abrir mão de ter uma área verde, considere montar um charmoso jardim vertical. Sobre os tecidos, quanto mais suaves forem, mais eles ajudarão a criar o clima intimista e acolhedor que você deseja para a sua casa.

Fibras naturais, linho e sisal são os campeões dessa categoria, principalmente em se tratando de tapetes, cortinas e almofadas. Até porque esses itens, por menores que sejam, nunca passam despercebidos.

E aí? Você ficou inspirado com essas dicas? Então, comece a repaginar a casa com a decoração natural e sinta o astral do ambiente se renovar a cada dia, equilibrando visualmente e espiritualmente as suas energias! Se você tem mais dicas sobre esse estilo de décor, compartilhe as suas ideias nos comentários!