Sem dúvida, a pintura da casa traz várias possibilidades de renovação para os ambientes. Mas, nessa hora, há outras questões que devem ser avaliadas, além da cor. Afinal, são diversos os tipos de tinta, cada um com a sua devida aplicação e resultado.

Ambientes externos ou internos, úmidos, superfícies de madeira, de ferro, entre outros devem sempre receber uma tinta específica, para que a pintura dure mais e o resultado fique, de fato, satisfatório.

Por isso, preparamos este artigo para que você se informe sobre os tipos de tinta disponíveis no mercado e para qual superfície eles são indicados, antes de comprar uma tinta qualquer. Então, continue a leitura e confira!

Os principais tipos de tinta

1. Látex PVA

Fabricada à base de água, e com uma rápida secagem, a tinta látex é a mais comum das tintas, e uma das mais utilizadas. É encontrada no mercado apenas em acabamento fosco, visto que sua resina não permite variação de brilho.

Esse tipo de tinta conta com pouca resistência à ação do sol e à lavagem. Por conta disso, sua limpeza deve ser feita apenas com um pano úmido. Já a sua secagem é bem rápida, e o odor característico de tinta é mínimo — incomodando muito pouco.

Aplicação: a tinta látex é indicada para pintura de paredes internas da casa, principalmente para tetos e áreas secas, que não necessitam de limpeza constante.

2. Acrílica

A tinta acrílica também é solúvel em água e conta com uma secagem rápida. Pode ser considerada uma variação da tinta látex, mas que contém resinas acrílicas em sua composição — o que dá ao produto características impermeáveis.

Existem três tipos de tinta acrílica: o fosco, o semibrilho e o acetinado. O fosco é menos resistente à limpeza; já o semibrilho, como tem um pouco de brilho, destaca as imperfeições da superfície, mas resiste bem mais à limpeza do que o tipo fosco.

O tipo acetinado, por sua vez, dá um aspecto mais fino, com um certo brilho, e resiste bem à limpeza.

Aplicação: essa característica impermeável torna o produto altamente eficaz quando aplicado em ambientes úmidos da casa — como cozinhas, banheiros e lavabos —, já que podem ser lavados sem problemas.

3. Esmalte sintético

Esse tipo de tinta não é solúvel em água e possui um custo mais elevado do que os demais, já que suas aplicações são mais específicas.

Conta com acabamentos brilhante, acetinado e fosco, que dá a sensação de que existe uma película sobre a superfície que foi aplicada. Por isso, essa tinta não é adequada para aplicação em paredes, pois podem surgir bolhas ou mesmo o descascamento.

Outra característica da tinta esmalte é seu odor forte e a secagem demorada, por ser produzida a partir de solventes. Contudo, alguns fabricantes já produzem essa tinta à base de água, que resulta em um produto de secagem rápida e baixo odor.

Aplicações: grosso modo, seu uso é indicado para superfícies de madeira ou ferro.

4. Epóxi

Essa tinta é sintética e solúvel em água. E, por ser fabricada à base de resina, ela apresenta alta resistência à abrasão, produtos químicos e à umidade.

Agora, vale lembrar: devido à necessidade de solventes específicos, o ideal é que ela seja aplicada por mão de obra especializada.

Aplicações: esse é o tipo de tinta ideal para ser aplicado em locais úmidos, como boxes, banheiros, cozinhas, piscinas e caixas d’água.

5. Verniz

A tinta verniz conta com uma composição líquida que se transforma em um filme sólido e transparente e, depois da aplicação, em uma camada protetora.

Aplicações: ideal para madeiras de ambientes externos.

6. Para fazer textura

Para quem busca um acabamento mais rústico, a tinta para fazer textura é a ideal, e muito útil também para superfícies que apresentam defeitos. Ela podem vir com partículas que se assemelham a grãos de areia, dando um toque decorativo ao ambiente.

Aplicações: paredes internas e externas, no geral.

7. Superlaváveis

Como o nome já indica, esse tipo de tinta é super-resistente à limpeza. Assim, é muito indicado para locais onde haja grande movimento de pessoas.

Aplicações: para ambientes internos ou externos.

8. Inodoras

Essas são tintas que perdem o odor em até três horas após a aplicação. Ideais, portanto, para ambientes frequentados por crianças e animais, que são mais sujeitos às alergias. Esse tipo está disponível no mercado em dois tipos de acabamento: fosco e acetinado.

Aplicações: ambientes internos e externos.

Como calcular a quantidade de tinta

Como acontece em qualquer a obra, os gastos sempre extrapolam o esperado. Por isso, a melhor coisa é economizar em alguns itens, comprando apenas a quantidade necessária — como a tinta. Para isso, confira como fazer o cálculo:

  1. para começar, faça uma avaliação do tamanho da área que deseja pintar. Peça ajuda a alguém para medir a largura e a altura das paredes com uma trena; a seguir, multiplique os valores para fazer o cálculo da medida do metro quadrado do ambiente;
  2. subtraia as medidas das janelas e portas (usando o mesmo cálculo que citamos acima) da medida do quadrado geral;
  3. multiplique a valor que encontrou pelo número de demãos que pretende dar no ambiente; a dica é dar, pelo menos, duas demãos de tinta. E inclua nesse cálculo alguma tinta extra, para possíveis retoques;
  4. por fim, divida esse valor total pelo número de m²/l em sua lata de tinta — caso não encontre essa informação na lata, busque online na página do fabricante. Esse cálculo te dará o volume de tinta que você precisará para toda a obra.

Vale lembrar que a qualidade da tinta pode fazer toda a diferença na economia e no resultado final do trabalho. Até porque, tintas de boa qualidade podem ser usadas em menores quantidades e, por isso, vale muito a pena investir em marcas confiáveis.

Enfim, ao começar a pintura da sua casa, é mesmo fundamental saber qual é a tinta indicada para cada espaço. Como vimos, são muitos os tipos de tinta, então, se não houver um conhecimento prévio, vários erros podem ser cometidos.

E aí, gostou deste post sobre os tipos de tintas? Ele foi útil pra você? Então, aproveite agora para assinar nossa newsletter e receba nossas atualizações na sua caixa de entrada, ficando por dentro de outros assuntos relevantes como este!